06 a 09 Ago | 2024
Expo Center Norte

Projetos em iluminação para idosos devem considerar efeitos do ciclo circadiano

Especialista internacional indica que comprometimento do relógio biológico pode gerar problemas de saúde, como o aumento do risco de diabete.

Além de eficiência energética, economia e estética, os atuais projetos luminotécnicos também estão voltados ao bem-estar, já que o comprometimento do ciclo circadiano - regularidade em que organismo realiza suas funções– pode aumentar o risco de diabetes e até câncer, principalmente em idosos, conforme destacou Lawrence Lin, CEO e co-fundador da StrongLED Smart Lighting, membro da Chinese Optical Society na palestra Lighting for the senior population (trad. Iluminação para a população sênior), durante o Simpósio Internacional de Iluminação (Simpoled). 

“Precisamos, cada vez mais, criar designs de iluminação que tenham mais luz natural para melhorar o índice de renderização de cor e a claridade, o que também impacta no lado emocional, trazendo sentimentos positivos, para esse público”, afirmou Lin, que recomendou aos profissionais do setor considerarem as pesquisas sobre a relação da iluminação com o ciclo circadiano nos trabalhos. 

É fato que, com o aumento da expectativa de vida no mundo, os projetos luminotécnicos voltados para idosos têm ganhado mais destaque no mercado, visando a manutenção da saúde, qualidade de vida, segurança e o funcionamento biológico do corpo.

Neste sentido, o especialista apresentou fatores que devem ser considerados nos projetos luminotécnicos para soluções mais assertivas: o comprometimento da acuidade e do contraste visual e distúrbio de sono, provenientes do avanço da idade. “Temos que compreender que os idosos tendem a ter problemas de visão. Por isso, precisamos projetar ambientes com menos brilho e explorar fontes de iluminação diferentes. Antes, costumava-se utilizar uma lâmpada por cômodo. Atualmente, utilizar várias fontes luminosas no cômodo, principalmente com luminosidade vertical, amplia também a segurança”, reforçou Lin. Luzes em escadas e rodapé, que mais balizam do que iluminam, também são tendências.

No caso do distúrbio do sono, é importante considerar que a produção de melatonina, hormônio que regula o sono, diminui com passar dos anos.  “Podemos construir um ambiente para os idosos em que o ritmo circadiano seja identificado pelo cérebro, para que eles possam fazer atividades durante o dia e ter mais horas de sono durante o repouso. Para isso, à noite, temos que seguir princípios como baixas temperaturas de cor e luminância e diferentes posições de luminárias”, acrescentou Lin.

Para QI Dai, professor e pesquisador na Universidade de Fundan (China), que conduziu a palestra Lighting for elderly people (trad. Iluminação para idosos) no simpósio, “A luz do dia é um padrão desse relógio biológico, mas sem exposição, o ciclo circadiano fica desorganizado, o que pode aumentar as chances de problemas de saúde. Pessoas em idades mais avançadas tendem a ter um ciclo circadiano diferente por conta de menor exposição a luz, motivada também pela maior dificuldade de locomoção, em alguns casos”.

Para o professor, além do ciclo circadiano, oferecer conforto visual e segurança são essenciais. “Em escadas, é importante que o contraste de iluminação seja aumentado. Além disso, projetar luzes para proporcionar um ambiente livre de sombras, incluindo os cantos dos espaços também é fundamental, principalmente, se os locais tiverem objetos que oferecem riscos de acidentes. Já o contraste de cores entre parede e chão também deve ser melhorado para reforçar a noção espacial”.

Em termos de conforto, Dai aconselha: “a combinação de iluminações diretas e indiretas é uma ótima solução e a alta iluminação é importante para espaços específicos, como áreas de leitura e cozinha, para que os idosos possam desempenhar tarefas com conforto”.

Para Lin “a luz ainda tem muitos potenciais a serem descobertos. Temos que construir um design de iluminação resiliente para diferentes momentos da vida. Para os idosos, precisamos construir um ambiente de iluminação adequado que não prejudique o ciclo circadiano”.

O Simpoled é uma das atrações da Expolux, evento referência em iluminação na América Latina, que acontece até hoje (5), no Expo Center Norte, em São Paulo. 

Ainda não se credenciou? Clique aqui e faça agora sua credencial!