02 a 05 Ago | 2022
Expo Center Norte

Temperatura de cor e IRC: saiba a importância no projeto de iluminação

Entenda como escolher a melhor temperatura para diferentes ambientes

Por Projeto Ilumina

Que um bom projeto de iluminação faz toda a diferença a gente já sabe, agora tão importante quanto isso, é a escolha da temperatura de cor e o valor de seu IRC. Mas primeiro, vamos entender o que são eles.

O que é temperatura de cor?

Basicamente é o tom emitido pela fonte de luz, e para não errar na hora de escolher, existe uma classificação - medida em Kelvin (K) - que identifica a tonalidade que essa luz emitirá.

Acima já percebemos que, quanto menor o valor, mais quente é a tonalidade e vice-versa. Luiz Melo, designer de interiores e especialista em iluminação com 20 anos de experiência, explica "não é a temperatura da cor que define se ela ilumina bem ou não o ambiente e sim o seu IRC".

Afinal, o que é IRC?

De maneira bem simples, o Índice de Reprodução de Cores (IRC) ou Ra, na descrição de lâmpadas, nada mais é o quanto determinada luz permite visualizar cores com precisão. Tomando como base a luz do sol ao meio dia, é usada uma escala que vai de 0 a 100, sendo 100 o ápice de qualidade na reprodução das cores.

Desmistificando o que muitos pensam, o especialista em iluminação afirma que a temperatura da cor independe da capacidade de reprodução fiel das cores, ou seja, se seu IRC for bom, a luz amarelada reproduz as cores tão bem quanto a luz branca.

"É preferível as lâmpadas com IRC acima de 80%, pois elas reproduzem melhor as cores".

 

Esta é uma curadoria de conteúdo da RX Brasil sobre iluminação decorativa. Para continuar lendo, acesse o Portal G1 (globo.com) .